Facultad de Diseño y Comunicación


Comisión B: PRESENTE Y FUTURO DEL diseño LATINO
Verónica Barzola [Universidad de Palermo], Rita Aparecida da Conceição Ribeiro [UEMG]

En esta comisión se presenta el Cuaderno 83 " Creatividad solidaria e Innovación social en América Latina" dirigida por la Mg. María Verónica Barzola (Universidad de Palermo) y la Dra. Rita Aparecida Ribeiro (Universidade do Estado de Minas Gerais - UEMG - Brasil). El trabajo releva y analiza diferentes iniciativas o propuestas de diseño social latinoamericano tendientes a generar innovación social en la región.

La Comisión entiende por innovación social al conjunto de procesos nuevos, diseñados colaborativamente para resolver problemas actuales o abordar retos futuros. Esta publicación continua aportando resultados a la Línea de Investigación 2 "Presente y futuro del diseño latino" que presentó sus avances en el Coloquio 2018, y que en 2017 presentó la edición 69 de Cuadernos del Centro de Estudios de diseño y Comunicación: "Presente y futuro del diseño Latino".

En esta comisión se presentan las siguientes ponencias:

A extensão universitária do Projeto Bambu em assentamento rural

Gabriel Fernandes dos Santos e Silvia Sasaoka (Faculdade de Arquitectura, Artes e Comunicação - Universidade Estadual Paulista)

A extensão universitária do Projeto Bambu com os moradores do assentamento rural Horto de Aimorés, localizado nas cidades de Bauru e Pederneiras, SP, foi iniciada em 2008. As ações realizadas, com base no design social, permitiram a profissionalização dos assentados como artesãos de bambu, tendo o apoio do grupo Taquara composto por alunos das faculdades de Design, Arquitetura e Engenharia da UNESP, campus de Bauru. Com foco na geração de renda, realizou-se oficinas de capacitação técnica na cadeia produtiva do bambu e dentro da comunidade fez-se o plantio de 120 moitas de bambus e instalação de galpão equipado com oficina.

Design Cidadão: abordagens para a vivência urbana

Mylene Fernandes Batista, Rita Aparecida da Conceição Ribeiro, Anderson Antonio Horta, Clara Santana Lins Cerqueira (Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH)

A participação cidadã no espaço pùblico urbano pode ser incentivada pela atividade do design, contrapondo-se à manipulação de forças dominantes que modelam a usabilidade das cidades e criam padrões segregativos. Designers, conscientes de sua responsabilidade social e através de uma visão humanista, modificam o arranjo espacial e o sentimento de pertencimento dos indivíduos, ou seja, objetos, mensagens, sistemas e experiências se configuram como potencializadores da dinâmica do cotidiano urbano e da afirmação do direito à cidade. O presente artigo explora o conceito experiência da alteridade como um caminho ou inspiração que intercede as práticas de design, sendo essas práticas exploradas neste trabalho pela atuação do Coletivo Micrópolis, em projeto de intervenção no bairro Calafate, Belo Horizonte, Brasil, na breve análise do impacto das instalações de varandas urbanas nas ruas e calçadas da cidade, no qual se descrevem atributos direcionados ao uso de mobiliário inclusivo e descrição de projeto de design, intitulado Borrachalioteca Sobre Rodas (BSR), divulgado e implementado para a comunidade de Sabará, Brasil. O intuito deste trabalho é incitar a reflexão dos atuais diálogos sobre a vivência e a humanização da cidade.

Los aportes de la cartografía crítica a la visibilización de la conflictividad socio ambiental

Marina G. Mendoza (CONICET- IEALC-UBA)

La elaboración de mapas trasciende el mero acto de plasmación de un contexto geográfico dado. Implica un conjunto de decisiones políticas e ideológicas que, siendo tributarias de una determinada cosmovisión, imponen formas de comprender el territorio. Decisiones como el tamaño que se le otorga al espacio, la definición de áreas pobladas o despobladas, la forma en que se presentan los actores en el territorio, los límites naturales y artificiales, no están exentas de una intencionalidad política. En este artículo se propone un análisis de los materiales infográficos y cartográficos elaborados por dos grupos de trabajo, Cartografía Crítica Colectiva (Argentina-Chile) y CooperAcción (Perù), cuya capacidad de visibilización de los conflictos socio ambientales, evidencia la capacidad del diseño de tornar comprensibles fenómenos desconocidos o complejos. Cuestionando la mentada neutralidad del mapeo oficial, experiencias como las que se analizan en esta ponencia contribuyen a reponer los aportes del diseño a la ampliación de los procesos de democratización en América Latina.

Ações Estratégicas para Translação de Conhecimento entre Academia e Sociedade no âmbito do PPGDesign/Univille

João E. C. Sobral, Marli T. Everling, Anna L. M. S. Cavalcanti, Rafaela Rodrigues (Universidade da Região de Joinville)

O conceito de democracia prevê um sistema igualitário de ingresso aos instrumentos de determinação política, e a realização deste ideal passa inevitavelmente pelos processos educacionais como forma garantidora do acesso às dimensões econômicas, sociais e culturais. Diante do exposto, objetiva-se apresentar ações estratégicas para translação de conhecimento entre a academia e sociedade como forma de atuação edificadora do acesso aos processos democráticos por meio do desenvolvimento socioeconômico, realizadas pelo Programa de Pós-Graduação em Design da Univille. Para isso, foram revisados os relatórios anuais do programa, bem como atividades associadas e constituídas em virtude deste compromisso. As considerações finais apresentam conclusões relacionadas as ações do PPGDesign/Univille, considerando a vocação dos programas profissionais, e como se efetiva a translação do conhecimento entre academia e sociedade.

Inclusão digital, envelhecimento e Design

Edson José Carpintero Rezende y Cláudia Fátima Campos (Escola de Design, Universidade do Estado de Minas Gerais)

A terceira idade vem apresentando crescimento acelerado. Percebe-se uma heterogeneidade neste pùblico, relacionada à possíveis limitações e à desigualdade presente nos países latino-americanos, que pode ser minimizada pelo incentivo ao envelhecimento ativo e pela educação continuada. A inclusão social digital pode atualizar ou reinserir o idoso no mercado de trabalho. A inclusão digital favorece o convívio social e familiar do idoso, pois encurta distâncias. Este cenário complexo pode ser melhor compreendido pelo uso de ferramentas do design para se elaborar um diagnóstico da situação para propor ações.

Materiais educacionais em saùde: inovação social para empoderamento de indivíduos com deficiencia

Camila Medina (Faculdade de Arquitectura, Artes e Comunicação - Universidade Estadual Paulista)

Materiais educacionais na área da saùde são considerados inovações sociais que buscam oferecer novas soluções, estratégias e conceitos que atendam às necessidades e interesses sociais, voltados à promoção à saùde, intervenção e empoderamento de usuários e pacientes. Entretanto, diversos estudos apontam deficiências nestes materiais, como baixa leiturabilidade e design pouco eficiente. Para tal, ações relacionadas ao Design Gráfico Inclusivo e da Informação apontadas pela literatura são indicadas para motivar o leitor, maximizar a compreensão e aumentar a probabilidade de sucesso da aplicação do conteùdo, facilitando a tomada de decisão em saùde e o empoderamento destes indivíduos.

O ambiente de crise como emergência politica do design

Luiz Lagares Izidio (Universidade do Estado de Minas Gerais)

Práticas de design com viés politico e social podem ser vistas como dissesnsos micropolíticos diante Capital, criando um campo de resistência biopolítica pelo design. No entanto, é necessário entender os engendramentos existentes no processo da crise e compreender como o capitalismo cognitivo interfere nas ações criativas. Além disso, entender como podemos fortalecer o viés politico, social do design e criar uma imaginação comum de resistência a crise. Como uma aposta, acreditamos que ações mais democráticas de design sejam um horizonte possível, de fortalecimento e resistência.

La influencia de la percepción de los objetos cotidianos en las generaciones actuales

Sofía Alejandra Luna Rodríguez (Universidad de Nuevo León - México)

La percepción puede definirse como la sensación interior que resulta de una impresión material hecha en nuestros sentidos. Es interesante estudiar como esta se ha modificado en las generaciones actuales, a través del análisis de los objetos cotidianos, que son parte de nuestra existencia diaria y propician la configuración de los escenarios psicológicos-simbólicos (Valldosera, 1996). El abordaje y estudio de la percepción es, de esta forma, una herramienta ùtil para establecer parámetros que guíen la selección de objetos.

O ensino do design na América Latina: criando redes de pesquisa e promoção da inovação social

Rita Ribeiro (UEMG)

O artigo apresenta o resultado de uma pesquisa desenvolvida com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG e propõe um levantamento dos principais cursos de pós-graduação em Design na América Latina, analisando suas linhas de atuação, de formação de profissionais e pesquisadores.

diseño Social: vinculación entre Universidad, Empresa y Tercer Sector en Brasil

María Verónica Barzola (Universidad de Palermo)

La ponencia aborda la temática de la importancia del desarrollo de la Responsabilidad Social Empresaria en combinación con el diseño Social y presenta los primeros pasos de una experiencia desarrollada en Brasil, confirmando el poder exponencial del diseño para la transformación social.

Recuperar el cuerpo: producción de un libro objeto de lectura colectiva

Regina Kuchen, Lea Lvovich, Fortunato Galizzi, María Lucrecia Grubert, María Florencia Hernández Roos, Gito Petersen (Facultad de Ciencias de la Educación, Universidad Nacional de Entre Ríos)

La ponencia presenta un proyecto de diseño que combina el pop-up y la ingeniería en papel en un libro, y analiza su proceso de producción: desde el guion hasta las instancias finales previas al montaje, las pruebas iniciales y exploratorias en pop-up, la adaptación al relato, la evolución de los personajes, un radioteatro, una fotonovela, etc.

Variables en los elementos de una nueva marca (MD)

Jaiber Andrés Palacio Pinzón (Instituto Universitario Politécnico Grancolombino - Colombia)

diseño social en procesos migratorio. Estrategias Para campañas de bien pùblico (MD)

Reyes Remedios Vengoechea Pérez (Universidad de Bogotá Jorge Tadeo Lozano - Colombia)

El diseño Estratégico en Empresas Sociales: Be Girl (MD)

Maria Angélica García Mora (Universidad del Norte - Colombia)

VER SITIOSDC Top 1 en Diseño | Palermo es la mejor Universidad Privada Agentina en Diseño